Saudosismo digital

Posted on 29/04/2010

1


saudosismo digital

Muitos fotógrafos que viveram o auge da era da fotografia analógica sentem saudades daqueles gloriosos dias. O ar de nostalgia que os atinge ao olharem suas ferramentas do passado é difícil de descrever. Muitos deles gostariam de voltar a utilizar aquele antigo equipamento que o ajudou a criar tantas imagens e memórias. Mas seja pela acomodação que a fotografia digital trouxe ou o mau funcionamento do aparelho, isto não é possível. Porém, muitos preferem ir além e tentam misturar os dois mundos. E não é que isto dá certo?

Ao primeiro olhar, a câmera à direta pode parecer uma simples rangefinder analógica. Entretanto, os mais atentos perceberão que existem elementos que não pertencem àquele tempo: a objetiva retrátil e um pequeno flash.

Um engenhoso japonês, que sentia aquilo que eu descrevi no primeiro parágrafo, conseguiu dar fim às suas angústias. Utilizando o corpo de uma câmera russa que imita a clássica Leica II (de 1932) e uma Sony WX1 (de 2009) ele criou esta belezinha:

O processo de adaptação da máquina digital dentro do corpo da analógica não é um primor de engenharia. É um primor de gambiarra, isto sim. Mas a adaptação consegue ser completamente funcional: o botão de ligar a câmera e do disparador são acionados utilizando os botões da câmera de 1932. Clique aqui para conferir um vídeo dela em funcionamento.

O resultado final me agrada muito. Gostaria de ter esta habilidade com eletrônica e, principalmente, um par de câmeras disponíveis para tentar recriar esta façanha.

Seguindo esta linha de acoplar compactas digitais no corpo de câmeras famosas do passado, este mod (até então de autor desconhecido) com uma Canon AE-1 (de 1976) e uma Canon SD870 IS (de 2007) também chama a atenção:

Apesar do flash destoar do design clássico da câmera, a escolha de utilizar o corpo de uma lente apenas como filtro UV e para esconder a objetiva da câmera digital, deu um belo toque a esta modificação.

Posted in: Câmeras, DIY